Login | Contato| Ver Cesta (0)
Navegar: Assuntos Objeto Digital Acervos Catálogos Produtores

FOTO - DOM PEDRO II - Cromo da coleção “Celebrites Contemporaines” nº 59, da GUÉRIN BOUTRON | Centro de Memória e Informação Pessoal Yuri Victorino

FRENTE
FRENTE (JPEG Image, 454.21 KB)
Download Original File

Request hi-res copy


VERSO
VERSO (JPEG Image, 352.51 KB)
Download Original File

Request hi-res copy

Title:
FOTO - DOM PEDRO II - Cromo da coleção “Celebrites Contemporaines” nº 59, da GUÉRIN BOUTRON
Description:

D. Pedro II. Estampa do Imperador NUMERO 59. Brinde do chocolate Guérin Boutron. Virada do século XIX/XX. Dimensões: 6,5 x 10,5 cm.

The House Chocolate Guerin Boutron é uma marca de operações francesas de luxo na França de 1775 a 1942. 2016 data da aquisição marca o despertar [O quê?] E em 2017 o lançamento da nova produção do Reino da Bélgica .

O começo

Isidore Dagnan , Le boulevard Poissonnière em 1834 , Paris , museu Carnavalet . Maison Chocolat Guérin-Boutron é uma marca francesa de luxo fundada em Paris em 1775 . A fábrica especial para fazer chocolates localizava-se na Rue du Maroc, 23 e 25, no 19º arrondissement de Paris. Em 1910, a fábrica empregava cerca de 280 trabalhadores. A empresa tinha duas lojas de varejo em Paris em 29, Boulevard Poissonnière em 9 e 28, Rue Saint-Sulpice em 6 . Antes dos chocolates Poulain , Guérin-Boutron acrescentou imagens cromolitográficas a seus tablets representando figuras históricas ou imaginações populares. Por uma questão de lealdade, essas imagens foram publicadas em pequenas séries.

Desenvolvimento The House Guerin Boutron é famosa por seu chocolate baunilha e chocolate Solubia . Ela recebeu uma medalha de ouro na Exposição Universal de 1889 e na Exposição Universal de 1900 . Ela é premiada com uma medalha em todas as Exposições Universais.

Um cartão colecionável dos álbuns da marca Chocolat Guérin-Boutron, aqui representando Louis Duchesne. Antes de Liebig , Debauve e Gallais ou Suchard , Guérin-Boutron foi a primeira empresa a se lançar em imagens publicitárias. Essas cromolitografias não devem ser apresentadas em um álbum. Dois álbuns Livro de visitas de celebridades contemporâneas foram publicados a partir de 1903, cada um contendo aproximadamente 500 imagens.

O declínio

La Fête du Carri , cromolitografia publicitária da Guérin-Boutron Chocolates. A empresa convocou investidores externos em 1923, colocando 12.000 ações à venda [ref. necessário] . Torna-se uma sociedade anônima com um capital de 6 milhões de francos, cujo objeto é a fabricação e comercialização de chocolate .

Em 1924, Maurice Guérin morreu. Foi presidente do conselho de administração da Société Guérin-Boutron e vice-presidente da Chambre Syndicale des Chocolatiers de France , ancestral da Confédération des Chocolatiers e Confiseur de France.

Em meados de setembro de 1929, em férias de alguns dias em Lanslebourg in Savoy, o filho do fabricante parisiense René Guérin-Boutron (nascido em 1910), partiu para a subida da Pointe de la Roaec (3.600 metros) onde ele caiu de uma grande altura em Haute-Maurienne , quebrando o crânio.

Uma reunião extraordinária da empresa foi convocada em 19 de fevereiro de 1935.

Após a falência de Guérin-Boutron, equipamentos de chocolate foram vendidos em 22 de abril de 1942a n o  23 rue Marrocos.

Pedro II (Rio de Janeiro, 2 de dezembro de 1825 – Paris, 5 de dezembro de 1891), alcunhado o Magnânimo,[2][3] foi o segundo e último monarca do Império do Brasil, tendo reinado o país durante um período de 58 anos. Nascido no Rio de Janeiro, foi o filho mais novo do imperador Pedro I do Brasil e da imperatriz Maria Leopoldina de Áustria e, portanto, membro do ramo brasileiro da Casa de Bragança. A abrupta abdicação do pai e sua partida para Portugal, tornaram Pedro imperador com apenas cinco anos. Obrigado a passar a maior parte do seu tempo estudando em preparação para reinar, conheceu poucos momentos de alegria e amigos de sua idade. Suas experiências com intrigas palacianas e disputas políticas durante este período tiveram grande impacto na formação de seu caráter. Pedro II tornou-se um homem com forte senso de dever e devoção ao seu país e seu povo. Por outro lado, ele ressentiu-se cada vez mais de seu papel como monarca.

Teve a maioridade decretada para assumir o governo e evitar a desintegração do Império, tendo deixado ao sucessor republicano um país caracterizado como potência emergente na arena internacional. A nação distinguiu-se de seus vizinhos hispano-americanos devido à sua estabilidade política, à liberdade de expressão zelosamente mantida, respeito pelos direitos civis excetuados os escravos, ao seu crescimento econômico vibrante e especialmente por sua forma de governo: uma funcional monarquia parlamentar constitucional. O Brasil também foi vitorioso em três conflitos internacionais (a Guerra do Prata, a Guerra do Uruguai e a Guerra do Paraguai) sob seu reinado, assim como prevaleceu em outras disputas internacionais e tensões domésticas. Sob o reinado de Pedro II foram tomadas medidas de abolição gradativa da escravidão, apesar da oposição poderosa de interesses políticos e econômicos. Um erudito, o imperador estabeleceu uma reputação como um vigoroso patrocinador do conhecimento, da cultura e das ciências. Ele ganhou o respeito e admiração de estudiosos como Graham Bell, Charles Darwin, Victor Hugo e Friedrich Nietzsche, e foi amigo de Richard Wagner, Louis Pasteur e Henry Wadsworth Longfellow, dentre outros.

Apesar de não haver desejo por uma mudança na forma de governo pela maior parte dos brasileiros, o imperador foi retirado do poder em 15 de novembro de 1889, por meio de um golpe de Estado. Pedro II não permitiu nenhuma medida contra sua remoção e não apoiou qualquer tentativa de restauração da monarquia. O imperador deposto passou os seus últimos dois anos de vida no exílio na Europa, vivendo só. Os homens que o exilaram logo começaram a enxergá-lo como um modelo para a república brasileira. Algumas décadas após sua morte, sua reputação foi restaurada e seus restos mortais foram trazidos de volta ao Brasil em meio a amplas celebrações.

Phys. Desc:

CROMO  6,5 x 10,5 cm

LOCALIZAÇÃO: PAREDE CEMIP - AHFO278

ID:
AIS0278
Repository:
Centro de Memória e Informação Pessoal Yuri Victorino
Found in:
Creators:
Subjects:
Contributor:
LEILÕES BR


Page Generated in: 0.144 seconds (using 231 queries).
Using 5.36MB of memory. (Peak of 5.57MB.)

Powered by Archon Version 3.21 rev-1
Copyright ©2012 The UIUC