AHSBPOA
Navegar: Classificação Conjuntos Documentos Assuntos Produtores

Resultados da Busca | Arquivo Histórico Sindbancários - AHSBPOA

Olívio Dutra

Olívio de Oliveira Dutra nasceu em 10 de junho de 1941 em Bossoroca, no interior gaúcho. Filho de uma família de pequenos agricultores - Cassiano Xavier Dutra e Amélia de Oliveira - é casado desde 1968 com Judite Dutra e tem dois filhos, Espártaco e Laura. Graduado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), foi professor de inglês e aposentou-se como funcionário do Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul), onde ingressou em 1961.

Sindicalizou-se em 1970 e elegeu-se presidente do Sindicato dos Bancários de Porto Alegre em 1975. Quatro anos depois, foi preso e teve seu mandato sindical cassado pela ditadura militar por ter sido um dos líderes da greve geral dos trabalhadores no Rio Grande do Sul.

Olívio é um dos fundadores do PT. As fotos do primeiro encontro nacional da sigla, em 1980, de que participou o historiador Sérgio Buarque de Holanda, trazem Olívio ao lado de Lula na mesa. Em 1982, concorreu pela primeira vez ao governo do Estado. Conseguiu 50.713 votos. No ano seguinte, ajudou a fundar a CUT (Central Única dos Trabalhadores).

A primeira vitória nas urnas veio em 1986, quando Olívio se elegeu deputado federal. No Congresso, trabalhou junto com o então deputado Luiz Inácio Lula da Silva, também em primeiro mandato parlamentar, na nova Constituição.

Já presidente nacional do PT, Olívio foi eleito prefeito de Porto Alegre em 1988, mesmo ano em que Luiza Erundina ganhou em São Paulo e o partido começou a ser encarado com uma força política relevante (confirmada no ano seguinte com a ida de Lula ao segundo turno da eleição presidencial, contra Fernando Collor).

A marca da gestão de Olívio na prefeitura de Porto Alegre foi a instituição do Orçamento Participativo, que passou a ser uma das bandeiras programáticas das campanhas petistas em nível local. Nele, assembléias de moradores decidem as prioridades para os gastos do poder público. Já como governador do estado, em sua gestão foi criada a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS) e implantado o seguro agrícola.

A administração de Olívio inaugurou uma hegemonia de 16 anos do PT à frente da capital gaúcha, quebrada por José Fogaça somente em 2004.

Em 1994, Olívio foi derrotado na disputa pelo governo estadual para o peemedebista Antônio Britto; a revanche veio quatro anos depois, numa vitória apertada em segundo turno.

Como ministro das Cidades, cargo que deixou em 2005, Olívio Dutra propôs a Lei do Saneamento, aprovada em julho deste ano. Com isso, ficou garantido o marco regulatório para o setor, esperado havia 20 anos. Como Ministro, Dutra conseguiu aprovar depois de 13 anos o Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social, para atender famílias de baixa renda.

Em 2005, Olívio se elegeu presidente do PT gaúcho com 86% dos votos.
Pesquisando Produtor: Olívio Dutra (1941-...)
expand/collapse Arquivos e Registros (1 Resultados)

17 Resultados! Clique nos links para mostrar os resultados de cada categoria.



Page Generated in: 0.128 seconds (45% SQL in 87 queries).
Using 4078400B of memory. (Peak of 4467720B.)

Powered by Archon Version 2.23
Copyright ©2009 UIUC