Login | Contato| Ver Cesta (0)
Navegar: Assuntos Objeto Digital Acervos Catálogos Produtores

ASSINATURA - DOCUMENTO - JOÃO CARNEIRO DE CAMPOS - MARQUES DE CARAVELAS - 1829 | Centro de Memória e Informação Pessoal Yuri Victorino

CATALOG
CATALOG (JPEG Image, 223.57 KB)
Download Original File

Request hi-res copy


FRENTE JOSÉ
FRENTE JOSÉ (JPEG Image, 101.26 KB)
Download Original File

Request hi-res copy


VERSO JOSÉ
VERSO JOSÉ (JPEG Image, 83.36 KB)
Download Original File

Request hi-res copy

Title:
ASSINATURA - DOCUMENTO - JOÃO CARNEIRO DE CAMPOS - MARQUES DE CARAVELAS - 1829
Date:
1829
Description:

FRAGMENTO DE DOCUMENTO, ASSINADO, PROVÁVEL OFÍCIO CONTENDO ASSINATURA DO MARQUÊS DE CARAVELAS - JOSÉ JOAQUIM CARNEIRO DE CAMPOS DATADO DE 18/05/1829 NA BAHIA.

José Joaquim Carneiro de Campos, Marquês de Caravelas, (Salvador, 4 de março de 1768 — 8 de setembro de 1836) foi um político, advogado, diplomata e professor brasileiro.

Filho de José Carneiro de Campos e Custódia Maria do Sacramento, fez seus estudos no Mosteiro de São Bento, Cidade Alta, e os cursos superiores de teologia e direito na Universidade de Coimbra. Em Lisboa, ele ocupou o cargo de oficial da Secretaria da Fazenda de Portugal.

Foi deputado geral, ministro da Justiça, ministro dos Estrangeiros, conselheiro do Império e senador do Império do Brasil de 1826 a 1836.

Primeiro visconde com grandeza e depois marquês de Caravelas. Sucedeu a José Bonifácio de Andrada e Silva na pasta do Império e dos Negócios Estrangeiros, ao exonerar-se o ministério dos Andradas (1823).

Foi um dos redatores da Constituição Imperial, cujo projeto assinou em 1823. Para parcela da historiografia, foi o principal redator do projeto.

Ocupou vários cargos importantes no Império, entre os quais o de membro da Regência Trina Provisória que governou o país de 7 de abril a 17 de junho de 1831, imediatamente após a abdicação de D. Pedro I. Os demais membros eram Francisco de Lima e Silva e Nicolau Pereira de Campos Vergueiro.

CATÁLOGO DE ASSINATURAS DO BRASIL - PAGINA 30 - REGêNCIA TRINA PROVISÓRIA - RG08c

Lúcio Soares Teixeira de Gouveia (Mariana, 9 de maio de 1792 — 21 de novembro de 1838) foi um magistrado e político brasileiro.

Nasceu na vila de Mariana, Minas Gerais, em 9 de maio de 1782. Formou-se em direito na Universidade de Coimbra, Portugal, em 1804. Fez carreira na magistratura do Brasil, inicialmente em Vila Boa de Goiás (1812-1815) e em Paracatu (1815-1821), onde foi juiz de fora e juiz da alfândega. Exerceu o cargo de desembargador da Casa da Suplicação e elegeu-se deputado às Cortes Gerais Constituintes da Nação Portuguesa pela província de Minas Gerais (1821), cuja bancada permaneceu no Rio de Janeiro em apoio a d. Pedro e à criação de um poder legislativo no Brasil. Deputado provincial na Assembleia Geral do Império Brasileiro (1826-1829), defendeu, na Comissão de Instrução Pública, a criação de um curso jurídico no Brasil. Nomeado ministro de Estado dos Negócios da Justiça em 1827 e 1828, tornou-se depois senador (1837), tendo sido vice-presidente do Senado (1838). Morreu no Rio de Janeiro em 21 de novembro de 1838.

Deputado às Cortes Constituintes de Portugal, 1821-1822, Deputado à Assembleia Constituinte do Brasil – 1823, pela província de Minas Gerais.

Fonte

CABRAL, Dilma et al. Ministério da Justiça 190 anos: justiça, direitos e cidadania no Brasil. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2012.

Phys. Desc:

DOCUMENTO ACIDIFICADO - 12X20cm

LOCALIZAÇÃO: AP - PASTA 1  - 11 - AHF0486

ID:
AHF0486
Repository:
Centro de Memória e Informação Pessoal Yuri Victorino
Found in:
Creators:
Subjects:
Contributor:
JOÃO CARLOS ELIAS - LOTE DOADO EM CARTÓRIO 2012


Page Generated in: 0.185 seconds (using 254 queries).
Using 5.52MB of memory. (Peak of 5.73MB.)

Powered by Archon Version 3.21 rev-1
Copyright ©2012 The UIUC